16 setembro 2009

C A M I N H O






Dos

ciclos da vida,

rastros

vão ficando

e

compõem

a

história plena,

que

pode ser

um "enterro" inglório

ou

a "adubação" necessária

para o novo

Caminho...



Veronica de Nazareth-Noic@

9 comentários:

  1. Oi querida, que lindo "Caminho"! quanta inspiração , sensibilidade e profundidade nestas linhas! Abraços!

    ResponderExcluir
  2. Oi , esqueci de assinar o meu comentário:Amei tua sensibilidade, inspiração e profundidade em "Caminho", bjs Enar

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Amiga, querida!
    Saudade!!
    Ah, se pudéssemos ser donos do tempo!
    Mas, cheguei!!!!
    Fico feliz diante dos teus poemas,
    e sempre apreendo alguma lição
    para reciclar o exercício do viver.
    Com certeza,
    vc bem disse sobre as etapas,
    os ciclos e a bagagem que vamos
    recolhendo e também deixando
    às margens dos caminhos.
    A vida não erra nunca,
    e tudo significa adubação para
    o enfrentamento de novos desafios,
    novas conquistas para a necessária evolução.
    Mocinha, beijo gandão, d
    o tamanho do mundo, viu!
    Genaura Tormin

    ResponderExcluir
  5. Querida amiga, esperamos que a história de cada seja "a adubação necessária para o novo caminho..."
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Com certeza, falou pouco e disse tudo, beijocas

    ResponderExcluir
  7. Minha querida....

    Como é difícil admitirmos que pouco podemos.
    Mas neste pouco, podemos ter coragem, enfrentarmos cada ciclo, vivermos intensamente cada segundo!
    Teu escrever continua com este "Q" de místico e sábio!
    É apaixonante te ler Veronica querida!
    Beijo com meu carinho de sempre
    Bea

    ResponderExcluir
  8. Depende de nós
    As cores dos caminhos
    Se noite ou claridade!!!

    Sábios versos, Linda Vê!!!

    Beijos mais,
    Na teu Coração, ManAmigAmada!!!
    Iza

    ResponderExcluir

Obrigada por sua visita.
Seu comentário é muito importante para mim.